Mindfulness pode ajudar dependentes de álcool ou drogas a lidar com a fissura?

Foto: Adobe Stock

Acredito, que assim como eu, em algum momento você já escutou falar de um tal de Mindfulness.

Para deixar todos na mesma página, vamos trazer o conceito de que encontramos no site Mindfulness Brasil:

Mindfulness é um dos estados da mente, acessível a qualquer indivíduo, que consiste em um exercício de querer vivenciar o momento presente, intencionalmente, aceitando a experiência.”

Confesso que tenho acompanhado um pouco do assunto, ainda mais quando descobri que existe um programa de Mindfulness chamado MBRP (Mindfulness-based Relapse Prevention), que na tradução, para o bom e velho português fica: “Prevenção de recaída baseada em atenção plena”.

A partir disso, comecei a fazer algumas buscas no Google para saber mais sobre este programa.

A prevenção de recaída baseada na atenção plena foi desenvolvida no Addictive Behaviors Research Center da University of Washington por G. Alan Marlatt, um dos “papas” das pesquisas e das intervenções psicológicas sobre a dependência de substâncias.

O Dr. Marcelo Demarzo, Coordenador da Especialização em Mindfulness da UNIFESP, diz que o objetivo do programa é auxiliar pacientes a reconhecerem situações de risco e prepara-las melhor para lidarem com essas situações.

“O treinamento em Mindfulness serve então para que as pessoas com dependência possam observar as experiências com as drogas de modo mais consciente e sem excesso de autocrítica, que em geral piora a situação, e gera mais dependência e recaídas. A pessoa fica mais consciente de seus estados emocionais e fisiológicos, dando-lhe condições de identificar os estados internos que disparam a fissura e as recaídas.”, completa Demarzo.

O MBRP é mais adequado para aqueles que estão em fase de pós alta e que desejam manter as mudanças implementadas em suas vidas.

Em um estudo que comparou um programa padrão de prevenção de recaída, programa de 12 passos e um MBRP, em seis meses as condições padrão e MBRP se saíram melhor do que o programa de 12 passos, enquanto aos 12 meses a condição MBRP foi melhor do que as outras duas.

Enquanto o tratamento tradicional se concentra em evitar os gatilhos ou controlar os desejos, o MBRP faz o oposto e se concentra em controlar os impulsos por meio da observação cuidadosa.

Se você praticar as habilidades do MBRP várias vezes ao dia, com o tempo elas se tornarão automáticas e serão mais úteis do que tentar resistir ou controlar os impulsos.

No Brasil, existe um centro de pesquisa e formação dedicado a esse protocolo dentro da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o MBRP Brasil. Conheça mais neste clicando aqui!

Para incorporar o Mindfulness no seu dia a dia é preciso treino. E ai, borá treinar???

Para Saber Mais:

- www.mindfulnessbrasil.com (Mente Aberta — Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde — UNIFESP)

- www.goamra.org (American Mindfulness Research Association, Estados Unidos, informações em inglês)

- www.umassmed.edu/cfm (Centro de Meditação “Mindfulness” na Medicina, Universidade de Massachusetts, Estados Unidos, informações em inglês)

Referências Bibliográficas:

- Bowen S, Witkiewitz K, Clifasefi SL, et al. Relative efficacy of mindfulness-based relapse prevention, standard relapse prevention, and treatment as usual for substance use disorders: a randomized clinical trial. JAMA Psychiatry. 2014;71(5):547–556.

- Garcia-Campayo & Demarzo ¿Qué sabemos del mindfulness? Editoral Kairós, 2018.

Sobre o Autor

André Almeida, empreendedor e diretor executivo da My Journey Health, uma digital therapeutics (DTx) que cria jornadas terapêuticas personalizadas. Membro da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas.

www.appmyjourney.com

--

--

--

Entrepreneur | Healthtech | Mentalhealth | Digital Therapeutics |Founder of My Journey

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
My Journey Health

My Journey Health

Entrepreneur | Healthtech | Mentalhealth | Digital Therapeutics |Founder of My Journey

More from Medium

New ideas are nothing more than weird combinations of old ideas

The Rise of Local Social Media

The reason behind every GoFundMe success

2022 NFL DRAFT: JAMES COOK